domingo, 7 de junho de 2015

VII. Autocura (Você é o seu próprio Xamã)

Boa noite, irmãos!

Venho compartilhar hoje o último texto da série de artigos sobre o Xamanismo, já adiantando a novidade de que percebi que nunca haverá um último texto na verdade, rs... pois eu SEMPRE irei falar sobre o Xamanismo aqui. Mas para finalizarmos os aspectos gerais, especialmente para leigos, acredito que finalizamos um ciclo hoje. :)

Falando em novidades, finalmente estou para abrir o Canal no Youtube, que já tem nome (eba!): Mujer Medicina, lá falarei sobre o Xamanismo e Espiritualidade em geral assim como aqui, pretendo também disponibilizar alguns cantos, rezos, e áudios de meditação conduzida.

Gratidão e bons estudos, sempre! Ahooo! _/|\_

Clique para ler a Introdução ao Xamanismo.



VII. AUTOCURA (Você é o seu próprio Xamã)




E como sintoma de Nova Era, surge o Xamanismo mais do que como uma cura, como a Autocura. Como já mencionado em outros textos, isso veio a nós do meio urbano, com o advento da doutrina do Santo Daime, recebida pelo Mestre Irineu.

Ocorre que, em algumas tribos isto já era uma realidade, em outras não, e seria impossível lhes dizer hoje em quantas tribos isso funciona dessa maneira. Mas, de maneira geral, o costume era de que o Pajé, somente o Pajé (ou Xamã) consagrava os enteógenos, e a partir do contato deste Sacerdote com a espiritualidade, ele identificava a enfermidade ou o problema do "paciente" a nível espiritual e o curava.

O precedente deixado por Mestre Irineu quando recebeu a Doutrina pela visão da Virgem da Conceição, é de que todos poderiam comungar com a Sagrada Bebida, a Ayahuasca (Daime, no popular), entendendo que deste momento em diante, você será o seu próprio Xamã.

Ao meu ver, isto se reafirma nas profecias tribais, especialmente na Lenda dos Guerreiros do Arco-Íris dos índios Navajos, transcrevo aqui, um trecho de As Cartas do Caminho Sagrado de Jamie Sams:

"Quando o Tempo do Búfalo estiver para chegar, a terceira geração de crianças de olhos brancos deixará crescer os cabelos, e começará a falar do Amor que trará a cura para todos os filhos da Terra. Estas crianças buscarão novas maneiras de compreender a si próprias e aos outros. Usarão penas, colares de contas, e pintarão os rostos. Buscarão os Anciões da nossa Raça vermelha para beber da fonte de sua Sabedoria. Estas crianças de olhos brancos servirão como sinal de que os nossos Ancestrais estão retornando em corpos brancos por fora, mas vermelhos por dentro. Elas aprenderão a caminhar em equilíbrio na superfície da Mãe Terra, e saberão levar novas idéias aos chefes brancos.
Estas crianças também terão de passar por provas, como acontecia quando ainda eram Ancestrais Vermelhos...
Esta será a Linguagem que o Céu usará para nos dizer que já chegou o momento de partilhar os Ensinamentos Secretos e Sagrados entre todas as raças. Muitos Filhos da Terra despertarão para assumir a responsabilidade dos ensinamentos e o processo de Cura Planetária começará a tomar novo impulso."





Ou seja, vemos que há uma promessa de que na Nova Era muitos "peles vermelhas" estarão reencarnando entre todas as raças para firmar esta cura planetária, e a cura do Planeta não se dá senão que quando nós nos curamos internamente (Macrocosmo é igual a Microcosmo). 
Então, independentemente da doutrina ou de sermos adoutrinários, sempre daremos graças e honraremos  ao Mestre Irineu, pois ele foi o precursor deste movimento de trazer os Saberes Tradicionais Nativos para o meio Urbano, entre outros Mestres a que somos gratos, mas com destaque para ele na história da Ayahuasca.

Concluindo, hoje, até mesmo no meio Terapêutico é sempre incentivado o processo da Autocura, a você mergulhar no teu Ser, a você fazer uma autoanálise, e isso se dá de diversas maneiras, hoje você recebe (por exemplo) uma energização com fumaça de Cachimbo, e amanhã, você já é incentivado a iniciar o seu ritual de Cachimbo Sagrado para buscar você mesmo essa cura, essa conexão.

Por muito tempo confiamos a nossa espiritualidade nas mãos de um Sacerdote, porque nunca tivemos a autoconfiança e a disposição necessária para nos responsabilizarmos por nossos próprios processos espirituais, e hoje está sendo-nos dado este presente da Nova Era, está sendo-nos dada a oportunidade de assumirmos a responsabilidade por nós mesmos, este presente é a nossa autonomia enquanto consciência de que o Divino habita em cada um, e que você é capaz de fazer por você mesmo tudo o que um Sacerdote o faria se tiver disposição e fé.

É claro que cada um tem um caminho, cada um está em um processo e muitas pessoas ainda precisam passar por iniciações, pelo apoio e a orientação de um Mestre, mas isto não te tira a prerrogativa de buscar a sua própria iluminação, e ter no seu Mestre o seu Aliado e não uma "muleta", e você tornando-se Mestre de si mesmo irá apoiar aos demais também, mas no sentido de que cada um desperte a sua maestria interior, e algum dia será chegado o momento em que não haverão mais discípulos e Mestres, mas somente seres despertos.


Leia mais artigos da série sobre o Xamanismo:

I. Introdução ao Xamanismo 
II. Xamanismo e a Enteogenia (tradução em espanhol - Chamanismo y Enteogenia)
III. Xamanismo e Sagrado Feminino
IV. Xamanismo no Mundo
V. Neoxamanismo

2 comentários:

  1. Terminei agora a série que você fez sobre xamanismo e estou muito grata por esse trabalho! Saiba que está plantando sementinhas e que elas crescem independente da sua vontade mas a partir do seu trabalho. Um abraço fraterno

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gratidão, irmã, peço perdão pela demora em responder, estive ausente do blog por um ano, mas fico muito grata por colaborar e convido-a a conhecer meu novo blog aonde já comecei a revisar e atualizar todo este material, e muito mais! :)

      http://grimorioxama.blogspot.com/

      Abraços.

      Excluir